Skip to content

Antes do Fim – Nurse Jackie e Weeds

1 01UTC setembro 01UTC 2009

Já que estou muito atrasado nos posts de Nurse Jackie, e o season finale de Weeds já está batendo a porta, resolvi pegar os últimos episódios antes da season finale das duas, pra juntar o final das duas num post só depois. Entendeu? Nem eu.

Nurse Jackie: Impressionante como essa série não erra. Nem um errinho, principalmente nesse episódio, que conseguiu colocar uma carga cômica muito boa antes do fim da temporada, quando eu achei que seria o contrário.

A Jackie, como todo personagem genial, consegue variar entre a mulher intransigente que arranca a filha da dancinha entre mães e filhas, pelo sarcasmo e a responsabilidade extrema no hospital, até a personalidade amorosa com a família. E dar um papel desses pra Edie Falco é certeza de boas atuações.

A carga cômica do episódio veio com a sempre ótima Marritt Wever e a engraçadíssima Zoey, combinada com a melhor partcipação especial da série, Victor Garber (o pai da Sidney Bristow!), como o crítico de cinema que ninguém gosta. E ainda teve a Dra. O’Hara caindo na gargalhada com o Dr.Cooper. E por que não destacar o Dr.Coop? Ele com apaixonite pela Jackie foi muito engraçado.

A história do Eddie tomou o rumo esperado desde o começo da série em um cliffhanger bem feito, coisa rara no mundo das séries cômicas.

Ótimos coadjuvantes, perfeita protagonista. Resultado: a melhor comédia no ar.

1×10 – Pill-O-Matix (Edie Falco, Marritt Wever, Peter Facinelli)

clip_imageclip_imageclip_imageclip_imageclip_image


Weeds: Aiaiai Weeds, que porcaria de episódio esse não? Nada funcionou, nenhuma cena me fez rir, nenhuma.

Não quero ficar falando de uma coisa tão vergonhosa, mas o ritmo do episódio foi nota zero. Nada aconteceu enquanto o fim do episódio chegava. A filha do Esteban chegou direto da novela das 8 da Globo e não fez nada. O Silas já virou um personagem tão ruim que nada mais me surpreende. O Shane, filho mais legal da Nancy, apareceu em uma cena. O Esteban, mafioso que vive no ócio, foi pra cadeia para poupar nossas vistas de sua chatice monumental. O Doug e o Dean fizeram uma participação pra se esquecer. A Celia testou sua habilidade lésbica só porque a revendedora da You’re Pretty quis. O Andy ficou o episódio inteiro simulando um filme pornô com a Alanis Morissette, e a Nancy… dividida entre leite materno e leite em pó. Patético.

Aí veio Glue para me fazer pensar por que eu ainda não tinha desistido da série. Seriously, o que foi a Nancy indo na repartição pública procurar pelo Esteban? Ela realmente gosta daquele chulé? Ah, vou poupar minhas palavras dizendo que a atitude dele no fim do episódio, cedendo ao “poder de Pillar Zuazo”, foi bem-feito pra Nancy. Ai, Jenji Kohan…

5×11 – Ducks and Tigers (Mary-Louise Parker)

clip_imageclip_image

5×12 – Glue (Mary-Louise Parker, Justin Kirk)

clip_imageclip_image

Anúncios

From → Sem categoria

One Comment
  1. Nossa, adorei a reta final de “Weeds”, para mim os últimos quatro episódios (10, 11, 12 e 13) foram os melhores dessa que foi a temporada mais fraquinha da série. O season finale até me deu esperança para a próxima…

    E adoro “Nurse Jackie”, o final foi ótimo também.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: