Skip to content

Bloco CW – Onde a adolescência vira drama… Melrose Place e The Vampire Diaries

18 18UTC setembro 18UTC 2009

Em primeiro lugar, não existe canal mais poser na face da Terra que a CW.

the-cw

MELROSE PLACEMelrose Place 1×01 – Pilot (n/a): OK, poderia ter sido pior, poderia ter despencado para o barraco de família, mas não, o piloto da série, Melrose Place, que cujo o original passava todos os santos dias às 6:00 da manhã na Sony é bem ruim. Ruim e só. Tem aquela coisa de “todos temos um segredo” misturado com o assassinato de uma bitch que não gostava de ninguém, e muitos (muitos mesmo) suspeitos que atuam como suspeitos de novelas mexicanas. Pra completar o núcleo que os adultos vão ver, uma residente médica que descobre que ficou pobre e se vende no fim do episódio (porque para ser prostituta, basta vontade). Nas tramas bobas que fazem a série levar o selo CW de qualidade, tem uma traminha bem tonta de uma garota que acha o namorado muito criança e não aceita o pedido de casamento dele (una-se a Sookie), aliás, o namorado dela, Jonah, é o mais engraçadinho da série, é um aspirante a diretor bem-sucedido que busca uma vaguinha em Hollywood. Por enquanto, é só mais uma série, mas, pra dizer a verdade, vejo 20% de horizonte nessa série.

clip_imageclip_image

sexy-posterThe Vampire Diaries 1×01 – Pilot (n/a): Eu tenho que revelar: eu adorava Mutantes, aquele mesmo, da Record. Quando estava muito triste, e não tinha 30 Rock, nem The Office, nem How I Met Your Mother, nem nada, eu colocava na Record, e era gargalhada garantida. A ruindade da coisa era tão evidente e explícita, que chegava a ser engraçado os monstros de papelão, o rabo de cobra que a miss Brasil usava, os diálogos pitorescos, a montagem ridícula, tudo isso. Hoje, não passa mais Mutantes, mas para meu alívio, existe The Vampire Diaries.

the-vampire-diaries-1

Pra começo de conversa, a série começa com um casal-sedução dentro de um carro… quem já viu isso no começo de uns 200 filmes e mais em True Blood levanta a mão. E ainda na sequência inicial, teve a pavorosa cena do “corpo que cai”. Cara, eu fico imaginando o vampiro do mal matando o cara, carregando o peso lá pro céu pra fazer não-sei-o-que, aí lá de cima ele pensa: “Hum, vou jogar esse cara encima do carro pra assustar aquela perua”. Over, completamente over.

smokey-graveyard

E ainda somos apresentados ao casal principal, uma menina que escreve num diário e começa escrevendo “Dear Diary”, e um vampiro que tem um diário e que diz “Dear Diary”. Ah, hello, que vampiro mais emocional esse, não? Imagina o encontro dele com Eric? E pra piorar, ele e o irmão têm um anel que nem Charlaine Harris conseguiria imaginar. Um anel que protege o vampiro dos raios UV. Um anel. Que cabe num dedo. Meu cérebro deu tilt. Ou é a maior descoberta do século, ou os vampiros daquela cidade são muito iludidos.

nina-looks-shocked

E ainda somos apresentados a outras coisas geniais, tipo, um trio de cafonice extrema, que eu não entendi bem, mas parece o vampiro do bem (que diz “Dear Diary”), o vampiro do mal (que leva um pacotinho de gelo seco em um bolso, e comida pra corvo no outro bolso), e um tipo de sobrinho, que de tão cafona, nem falas direito ele tem.

stefan-and-damon

E para não dizer que não é CW, sim, temos um núcleo aborrecente adolescente, que faz nossa vida de adolescência ser um drama, com direito a 80% de nossas festas acabar com alguém ferido ou assassinato, 85% de chance de nossos amigos terem algum distúrbio emocional, 90% de chance de nós viajarmos no fim do ano, para deixar algo mal-resolvido na cidade-natal, e 100% de aparentarmos 10 anos a mais que realmente temos. Selo CW de qualidade.

bonnie

Então, tem a amiga da Elena (Manoel Carlos!), que ficou enchendo o saco o episódio inteiro falando que não era vidente, mas aí no finzinho, tcharam! Ela é vidente! Surprise! Sério… (e o que foi a vidente dizendo “This is just the Beginnig”? Que horror) E ainda tem o ex-namorado não-correspondido, uma little bitch que troca uns olhares despretenciosos com o vampiro do mal no fim do episódio, o irmão loser da Elena que gosta da super-bitch da cidade que foi atacada pelo vampiro do mal, os bad-boys do colégio… nada novo.

elena-and-stefan

Eu não espero muita coisa dessa série não, mas já queimei a língua quando achei o piloto de True Blood a coisa mais trash do mundo, então… Ok, não tem Allan Ball, mas tem Marcos Siega! Se você não sabe de quem se trata, ele dirigiu episódios de Cold Case, Veronica Mars, Life, Dexter e “Burning House of Love” de True Blood. E a trilha sonora é bem cool (a única coisa que merece estrela). Vamos dar mais uma chance, mas pelo piloto, a situação é crítica para os vampiros sentimentais de algum lugar nos Estados Unidos. Vamos aguardar pelo próximo sem muitas expectativas…

clip_image

*                               *                              *

Não, eu não gosto de Gossip Girl e 90210…

Anúncios

From → Sem categoria

One Comment
  1. Vinícius P. permalink

    Séries da CW só servem para passar o tempo mesmo, pois nunca trazem algo mais profundo para os espectadores. Gosto muito de “Gossip Girl”, acho que é a mais ‘suportável’ entre todas. “Vampire Diaries” eu pensei que seria um lixo e foi até assistível, verei o próximo sem expectativas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: