Skip to content

Os Melhores Episódios Dramáticos de Setembro:

8 08UTC outubro 08UTC 2009

flashforward10° Lugar: FlashForward 1×01 – No More Good Days

O piloto do novo drama que foi precipitadamente intitulado de “novo Lost” foi envolvente, pulsante e misterioso, com destaque para a excelente coordenação de dublês e a maioria da parte técnica (só não gostei da trilha sonora). Com um cliffhanger meio óbvio para quem tinha uma análise conspiratória, nem de longe o início da história do apagão de 2 minutos e 17 segundos deixou o roteiro inerte, resultando em um dos melhores pilotos do ano. Nota: 8,0

The-Good-Wife9° Lugar: The Good Wife 1×01 – Pilot

Mais uma ótima estreia do ano, com um ótimo episódio piloto, dessa vez, com destaque para a atuação arrebatadora de Julianna Margulies, que transparece como ninguém a personalidade forte e insegura ao mesmo tempo de Alicia Florrick. Todo o charme que povoa as séries de advocacia estão presentes, além do clima de suspense que o caso do marido de Alicia, interpretado por Chris Noth, um político que se envolve em um escândalo sexual, levando a mulher a posição de chefe de família, tendo de sustentar os filhos com a função de advogada. Nota: 8,0

Dexter8° Lugar: Dexter 4×02 – Remains to be Seen

Não tão bom como a season premiere, esse episódio de Dexter serviu como uma ponte perfeita para a aproximação do antagonista da temporada, Trinity, interpretado pelo ótimo John Lithgow, do núcleo de Dexter. Ao mesmo tempo, em uma brilhante interpretação de Michael C. Hall, vemos o serial-killer sofrendo com a falta de sono e não se lembrar aonde tinha esquecido o corpo de Benny, e quando as coisas finalmente parecem estar sendo encaminhadas, o choro de seu filho no final do episódio é matador. Ótimo episódio. Nota: 8,0

trueblood2x12beyondhere7° Lugar: True Blood 2×12 – Beyond Here Lies Nothin’

A finale de True Blood pode ter decepcionado muita gente, e realmente não foi uma maravilha, mas também não foi o episódio péssimo, só foi inferior a ótima sequência de episódios que vinham sendo apresentados. O desfecho da mênade Maryann foi um pouco bobo e superficial, mas como pano de fundo a uma crítica social, foi bem aproveitado. Minha maior ressalva para a finale foi a morte sem sentido de Eggs, que deixa a série de uma forma estranha, que pode segnificar nada ou muita coisa no futuro da trama, mas mesmo assim, a sequência poderia ter sido mais coesa. E por fim, a cena de Bill e Sookie para mim foi maravilhosa, mesmo que o cliffhanger tenha sido um pouco forçado, deixando um gancho interessante para a próxima temporada, assim como Sam e sua busca a sua verdadeira família. Nota: 8,0

the closer6° Lugar: The Closer 5×12 – Waivers of Extradition

Achei os 5 episódios finais desse pedaço da temporada de The Closer bem inferiores aos anteriores, mas mesmo assim, esse episódio foi ótimo, trazendo os aspectos que torna a série a melhor série policial do momento. O caso do episódio foi sensacional, e a frieza do assassino retratado foi de dar arrepio na espinha. E além da costumeira ótima interpretação de Kra Sedgwick, o arco de Charlie na casa de Brenda rendeu momentos marcantes, e com um fim emocionante, mesmo que não tenha ocorrido um grande cliffhanger. Nota: 8,5

Dexter15° Lugar: Dexter 4×01 – Living the Dream

Dexter costuma apresentar sempre grandes inícios de temporada, e dessa vez não foi diferente. O ponto de equilíbrio de Dexter com a família, o emprego e o vício será explorado ao decorrer dos episódios, e coube a premiere mostrar a sensacional cena do Trinity na banheira com a mulher, a volta de Lundy a Miami, e o “incidente” de Dex com Benny, coroando com a cena do acidente de carro. Com a cena marcante da paródia da própria abertura, a série conseguiu superar minhas expectativas. Nota: 8,5

mad-men-the-fog4° Lugar: Mad Men 3×05 – The Fog

Foi o episódio que priorizou o nascimento do terceiro filho de Don Draper, e a carga dramática trazida do episódio anterior, “The Arrangements”, causada pela morte de Gene, resultou em um momento particular e memorável para January Jones, embora eu não tenha gostado muito da parte técnica do episódio, reservou fortes cenas, como a da própria Betty no hospital, assim como Don conversando com o carcereiro, e as sempre secas e ácidas conversas entre Pete e Peggy. Não foi um episódio memorável da série, mas alcançou um saldo muito positivo. Nota: 8,5

trueblood3° Lugar: True Blood 2×11 – Frenzy

É inegável a qualidade da segunda temporada de True Blood. Episódios que conseguiram chegar a perfeição e que dificilmente não serão lembrados no fim da temporada como melhores em qualquer blog disponível. E Frenzy, que nem foi tão memorável como alguns, teve pontos positivos muito interessantes. A rainha Sophie-Ann, mesmo que tenha entrado meio de sopetão, com algumas frases manjadas e um ar meio clichê, mas foi uma grande adaptação para a história. Fora a parte da Sookie na casa da Tara, que olhando a fundo foi bobinha e pouco útil, todas as revelações foram interessantes, como a invocação de Maryann e a origem de Maryann e como ela deveria ser derrotada. A reta final não foi perfeita, mas reservou ótimos episódios como esse. Nota: 8,5

don-joan2° Lugar: Mad Men 3×06 – Guy Walks Into An Adversiting Agency

Essa temporada de Mad Men não está sendo a ponta da perfeição que foi a segunda e a primeira, e mesmo assim, consegue entregar episódios invejáveis como esse. Guy Walks Into An Adversiting Agency tratou de uma forma sublime e inteligente a trama da saída de Joan da Sterling Cooper, atingindo um nível dramático e cômico ao mesmo tempo sem perder a originalidade do roteiro, graças a atuação genial de Christina Hendricks. E como não bastasse, a trama de Sally e Betty em um conflito pelo novo “inquilino” foi muito boa, principalmente pela jovem Kiernan Shipka, que não me emocionou em The Arrangements, mas conseguiu atiçar o telespectador muito mais aqui, com sua mente confusa e inocente perante o irmão. Mas nada superou o triste fim de Guy McKendrick, que chegou com ares de patrão na Sterling Cooper, ditando um futuro inesperado a Don Draper, e acaba em um acidente bobo e sarcástico, acabando o episódio sem um pé. Genial! Nota: 9,0

madmen[1° Lugar: Mad Men 3×03 – My Old Kentucky Home

Já li em vários lugares que esse episódio já pode ser considerado um dos melhores da série, e sem exageros. Olhando pelo aspecto que faz Mad Men ser o que é, o episódio centrou-se em tramas esparsas entre os personagens que tinham um mesmo enfoque: as aparências. No casamento da filha de Roger, mesmo com as melhores aparências, o patriarca não consegue esconder o fiasco que é sua família, nem a encenação bonitinha de “My Old Kentucky Home”. Na casa de Don, Gene não conseguiu segurar seu conceito mais instinto da sociedade ao ter 5 dólares roubados, e mesmo que não estivesse explícito, era da empregada negra de quem ele desconfiava, sendo que sua própria neta, Sally, era a culpada. E o que dizer das cenas na casa de Joan, onde as aparências do casal foram praticamente testadas pelos convidados do marido, que buscava um posto maior do hospital, mas era nítido que ele não tinha o “jogo de cintura” necessário, o que a noiva tem de sobra, e esbanjou lindamente (com mais uma atuação memorável de Christina Hendricks) uma versão de “C’est Magnifique” no acordeom, uma cena que vai entrar na história da série. E entre uma dança de Pete e Trudy, e diálogos geniais de Betty com Henry Francis, e Don com Connie, o melhor do episódio foi Peggy experimentando os efeitos nocivos da maconha. Um episódio que vai ser submetido ao Emmy com certeza, e se carregar mais um prêmio de Melhor Série Dramática para Mad Men, não será surpresa. Nota: 9,5

Anúncios
One Comment
  1. Vinícius P. permalink

    “Mad Men” dominando é mais do que merecido, mas esse episódio de “The Closer” também é fantástico. E “The Good Wife” está se revelando como uma das melhores estréias da temporada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: