Skip to content

Melhores Episódios Cômicos de Fevereiro

4 04UTC março 04UTC 2010

10° Lugar: How to Make It in America (1×03) – Paper, Denim + Dollars

Essa nova série da HBO, além de ter uma das melhores aberturas da atualidade, chegou com muito estilo e já disse ao que veio. Já no 3° episódio, a história avança para Ben e Cam no mundo das roupas (seria brega dizer mundo da moda, não?), e a inclusão do divertido René foi um acerto enorme para a trama, além da interpretação sempre competente de Victor Rasuk.

9° Lugar: 30 Rock (4×12) – Verna

É sempre bom quando “30 Rock” implanta novos personagens, e não foi diferente com Verna, a mãe materialista e caloteira de Jenna. Partindo dos mommy issues de Jack com Colleen, a trama apostou na parceria de Jane Krakowski e Alec Baldwin, e o resultado não pode dar mais certo. E se em alguns momentos algumas piadas não funcionaram, a trama de Liz e Frank, com sátira ao filme “Atividade Paranormal”, foi excelente.

8° Lugar: The Office (6×15) – Manager and Salesman

Se existe alguma coisa que levantará a poeira dessa temporada enfadonha de “The Office”, será a atriz Kathy Bates. Totalmente adaptada ao roteiro da série, como se já fizesse parte do elenco fixo há anos, a veterana atriz deu um show em cada cena que apareceu. E além disso, a volta de Jim a seu antigo cargo também foi muito proveitosa para o episódio, já que o personagem de John Krasinski estava um saco.

7° Lugar: Modern Family (1×15) – My Funcky Valentine

“Modern Family” continua seguindo em um ritmo excelente em sua temporada de estreia, nunca apresentando um episódio ao menos satisfatório. Com um episódio centrado no Dia dos Namorados, tradicional em todas as comédias americanas, “My Funcky Valentine” veio com uma cenas hilárias envolvendo Mitchell e Manny, e o casal Jay e Gloria, que deram show, porém a trama que realmente roubou o episódio foi a de Claire e Phil no motel, caracterizados como os fogosos Clive Bixby e Julianna. Impagável!

6° Lugar: Desperate Housewives (6×11) – If…*

Eis aí a série do mês. Se concentrando no episódio-catástrofe da temporada, “Desperate Housewives” apresentou episódios com muita carga dramática, o que já é normal na série. “If…” veio após o grande evento dessa temporada, e com muita criatividade, mostrou algumas personagens personagens avaliando várias possibilidades e hipóteses de como seriam suas vidas com escolhas diferentes, ou se a catástrofe do episódio anterior não tivesse acontecido. A melhor aproveitada nessa trama foi Lynette, que contando com uma interprete genial, convenceu e emocionou a (acho) todos com seu futuro como a mãe de uma criança com deficiência física.

5° Lugar: Ugly Betty (4×13) – Chica and the Man

Depois de tanto reclamar da falta de audiência e do cancelamento da série, só me falta consentir com o fato de “Ugly Betty” ser cancelada diante de uma de suas melhores temporadas. “Chica and the Man”, mesmo com uma storyline fraca envolvendo Betty e Daniel, acertou em cheio apostando no talento de Vanessa Williams com uma versão um tanto “original” de Wilhelmina Slater, cantando e dançando no maior talento.

4° Lugar: Community (1×15) – Romantic Expressionism

É notável como “Community” consegue entregar episódios tão sólidos apostando em várias cartas que já tinha mostrado anteriormente. A volta e Vaughn, a volta da questão do relacionamento entre Annie e Troy, e a tentativa de Pierce em se mostrar mais engraçado que qualquer pessoa, a um primeiro olhar pode soar batida, mas se modelou com competência na história, avançando alguns pontos e renovando outros. E Alison Brie continua irrepreensível na série, alcançando o ápice de sua interpretação a cada episódio em que ela é destaque.


3° Lugar: 30 Rock (4×13) – Anna Howard Shaw Day

Desde a sua estreia, “30 Rock” nunca apresentou um episódio de Dia dos Namorados menos que ótimo. Em “Anna Howard Shaw Day”, como o título anunciava, era um episódio diferente, onde a data romântica se torna um anti-romantismo tremendo aos personagens. Liz, ficou sem ninguém para buscá-la na sua consulta ao dentista. Jenna, perdeu seu fã incondicional, e não tem ninguém para te bajular (uma storyline totalmente deslocada, mas que deu certo). Jack, por fim, tem dificuldades em conquistar uma apresentadora de um telejornal. E a cena final, com os 3 últimos affairs de Liz, é genial.


2° Lugar: Parks and Recreation (2×15) – Sweetums

Se existe alguém que largou essa comédia na fraca 1ª temporada, por favor, volte a ver imediatamente. “Parks and Recreation” semana após semana apresenta episódios geniais, e “Sweetums” mostrou a força da série. Não foi um episódio especial, nem com participações especiais, e mesmo assim foi excelente. A guerrinha entre Leslie e Ron (o melhor personagem cômico da temporada) pela barra energética foi hilária, principalemente na cena do restaurante, onde Nick Offerman provavelmente fez a maior Breakthrought Performance de toda a temporada.


1° Lugar: Desperate Housewives (6×10) – Boom Crunch*

Aí está. É de “Desperate Housewives” o primeiro lugar. Episódios-catastrofe na série já foram beem melhor (ok, o do incêndio eu também achei bem… nhé), mas “Desperate Housewives” nem precisa se esforçar muito pra entregar um ótimo episódio, e assim aconteceu com a queda do avião, que trará consequências aterradoras a Bree, principalmente.

* = episódios vistos pela TV paga.

Anúncios
One Comment
  1. Gostei muito desse episódio de “Desperate Housewives”, mas acho que ficaria com algum de “Community” ou “Parks and Recreation” como o melhor de Fevereiro. E já gosto muito de “How to Make It in America”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: