Skip to content

Em Busca do Emmy – Telefilmes

7 07UTC abril 07UTC 2010

Pois é, o Emmy está perto (nem tanto, mas o tempo é relativo) e vários telefilmes já foram anunciados para concorrer a vaga principal. A HBO, como sempre, sai na frente, e a Lifetime, como sempre, já prepara aquelas mesmas biopics de sempre. Abaixo, um resuminho de algumas:

Georgia O’Keefe (Lifetime)

Diretor: Bob Balaban

Roteirista: Michael Cristofer

Elenco: Joan Allen, Jeremy Irons, Tyne Daly, Henry Simmons, Ed Begley Jr.

É aquela típica biopic de uma mulher (dessa vez uma pintora), que sofreu preconceito da família, e se casou com um fotógrafo e eles viveram um lindo amor. Ahhhh. E é só isso. Tem uma direção de arte especial, uma fotografia acima da média, mas o que importa mesmo é o elenco, com Joan Allen e Jeremy Irons principalmente.

Minha cotação: 7,5/10 ou ***

*

Endgame (PBS – Masterpiece)

Diretor: Pete Travis

Roteirista: Paula Milne

Elenco: William Hurt, Chiwetel Ejiofor, Jonny Lee Miller, Mark Strong, Clarke Peters

A PBS tem um histórico de telefilmes igual a Lifetime, mas dessa vez a biografia não é de uma pessoa só em destaque, e sim uma série de reuniões e os bastidores por trás da queda do Apartheid na África do Sul. Uma palavra: “Dúvida”. Muitas pessoas que assistirem ao telefilme vão identificar a situação deste com a do filme de Maryl Streep. Os atores são ótimos, o argumento é bom, mas o diretor é mais covarde que o personagem do Casey Affleck no “Assassinato de Jesse James”. Ou seja, mesmo que a intenção em pleno ano de Copa do Mundo tenha sido boa, Pete Travis conduz seu telefilme ao abismo com seu maniqueísmo.

Minha cotação: 7,0/10 ou ***

*

A Number (HBO)

Diretor: James MacDonald

Roteirista: Caryl Churchill

Elenco: Tom Wilkinson, Rhys Ifans

É um telefilme baseado em um livro, sobre um homem que é confrontado pelos clones que ele criou e os tratou como filhos. Listando o que é interessante no longa: Tom Wilkinson, Tom Wilkinson, Rhys Ifans, Tom Wilkinson… e Tom Wilkinson. O resto é uma bosta, desde a direção wannabe de Minority Report, até o roteiro brega até a última escala (nem quero ler o livro depois deta péssima adaptação). Poxa, Wilkinson, que furada.

Minha cotação: 6,0/10 ou **

*

Temple Grandin (HBO)

Diretor: Mick Jackson

Roteirista: Christopher Monger & Merritt Johnson

Elenco: Claire Danes, Catherine O’ Hara, David Strathairn, Julia Ormond

Junte HBO + biopic sobre mulheres + autismo + história de superação e junte tudo. Essa é a receita de “Temple Grandin”, que na prática já parecia ser fadada a mesmice, mas se revelou uma das maiores surpresas que eu já tive. É a história real de Temple Grandin, uma mulher autista que se tornou uma das melhores cientistas do ramo agropecuário graças a seu contato com os animais. O filme tem toda uma sensibilidade ao tratar do autismo como uma barreira na vida de Temple, e aliando a ótima direção com a atuação soberba de Claire Danes, esse já merece ser um candidato real ao próximo Emmy.

Minha cotação: 9,0/10 ou *****

*

Depois eu volto pra comentar sobre algumas minisséries, e mais outros telefilmes que eu ainda não vi ou não estrearam.

Anúncios

From → Sem categoria

One Comment
  1. Ainda não vi nenhum desses filmes, mas quero conferir antes da cerimônia do Emmy. Fiquei mais curioso por “Temple Grandin”, em especial pela elogiada performance de Claire Danes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: