Skip to content

Melhores da Temporada – Parte 5

23 23UTC julho 23UTC 2010

Melhor Atriz Convidada em Série Cômica:


Kristin Chenoweth (Glee)

“Glee”, como uma série cômica, pra mim tem muitos defeitos, que são diminuídos pelo lado musical da série, já que “Glee” é uma ótima série musical. Alguns atores da série ficaram divididos entre o lado musical e o lado cômico da série. Jane Lynch, por exemplo, é uma ótima atriz de comédia, e Lea Michelle, uma excelente cantora. Matthew Morrison não se encaixa em nenhum dos exemplos. Já Kristin Chenoweth foi a única atriz a passar pela série e arrasar tanto na parte musical, quanto na parte cômica. Em “The Rhodes Not Taken”, ela arrasa cantando “Maybe This Time”, e ainda faz alguns colegas de elenco passarem vergonha com tamanho timing cômico que ela possui e já apresentava desde a finada “Pushing Daisies”. É uma estrela, na simples definição da palavra.

Outras Indicadas: Drea de Matteo (Desperate Housewives); Kathy Bates (The Office); Martha Plimpton (How to Make It in America); Shelley Long (Modern Family); e Viola Davis (United States of Tara).

Melhor Ator Convidado em Série Cômica:

Michael Sheen (30 Rock)

Se o time de roteiristas de “30 Rock” passaram uma temporada inteira dando péssimas histórias a seus atores principais (Alec Baldwin que o diga), pelo menos 1 ator convidado se saiu bem. Michael Sheen mostrou um lado cômico que eu não conhecia e se saiu muito bem, formando uma ótima dupla com Tina Fey.

Outros Indicados: Fred Armisen (Parks and Recreation); Jerry Seinfeld (Curb your Enthusiasm); Malcolm McDonald (Entourage); Neil Patrick Harris (Glee) e Zach Galifianakis (Saturday Night Live).

Melhor Atriz Convidada em Série Dramática:

Michelle Forbes (True Blood)

Eu poderia considerar Michelle Forbes como atriz coadjuvante em “True Blood”, já que ela apareceu em todos os episódios da temporada, mas desde sua primeira aparição na série eu já sabia que ela não duraria muito em Bon Temps, e sua personagem, então, não seria fixa. Mas foi muito bom enquanto durou. MaryAnn ficará marcada como a personagem que mais trouxe bizarrices à série, com suas orgias, seu pavê de sangue, sua forma animal bizarra e seu casamento que… dispensa comentários. Michelle Forbes, uma das atrizes mais requisitadas na atualidade, domina a personagem e consegue fazer toda a sua bizarrice se tornar divertida, e não trash.

Outras Indicadas: Allison Janney (Lost); Lily Tomlin (Damages); Martha Plimpton (Fringe); Mary McDonnell (The Closer); e Sissy Spacek (Big Love).

Melhor Ator Convidado em Série Dramática:

John Lithgow (Dexter)

Na melhor seleção da categoria em anos, por mais que Zach Gilford, Gregory Itzin, Jared Harris e Martin Short também estejam excelentes em seus papéis, é quase impossível não considerar a interpretação de John Lithgow para Arthur Mitchell. Na verdade, o ator pegou um personagem que já trazia uma imensa carga negativa, por ser o arqui-vilão de um dos “herois” mais amados da atualidade. Rivalizando com Michael C. Hall em episódios como “Road Kill” e “Hungry Man”, John Lithgow mostra porque é um dos atores mais respeitados da atualidade e dá seu toque de genialidade ao personagem que não teve um texto à sua altura.

Outros Indicados: Campbell Scott (Damages); Gregory Itzin (24); Jared Harris (Mad Men); Martin Short (Damages); e Zach Gilford (Friday Night Lights).

Anúncios
3 Comentários
  1. Ótimas escolhas! Particularmente, estou inclinado a repetir seus vencedores das participações cômicas. Kristin Chenoweth arrasou em “Glee”, já Sheen foi a melhor participação da quarta temporada de “30 Rock”. Considerei Forbes e Lithgow como coadjuvantes, mas dado sua classificação, são premiações justas!

  2. Considero Dexter um dos melhores seriados que já assisti, mas ainda não comecei a terceira temporada. Tô muito curioso para conferir o desempenho do John Lithgow!

    Abraços.

  3. Kristin realmente deixou a maioria lá de Glee no chinelo. Concordo com seu texto sobre a série nos mínimos detalhes. Michael Sheen é mais um ator convidado ótimo de 30 Rock, mas talvez não o escolheria. Gostei d ever a lembrança da Martha Plimpton, mas prefiro muito mais ela em The Good Wife do que em Fringe, ainda que ela esteja quase tão bem quanto. E realmente a seleção de atores convidados dramáticos está impecável. John Lithgow foi o melhor vilão que Dexter possuiu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: